2.9.07



(caneta sobre papel, setembro 2007)

encostada no teu ombro, respiro o odor da tua pele na minha mão
quando afastas sombras do meu rosto como quem desembacia uma vidraça
é quase noite
e a casa de quartos vazios escurece pouco a pouco
passada a hora dos pardais, caladas as cigarras
desligam-se os pulsos dos anseios, entrecruzam-se as artérias do silêncio

e vagueamos pelas divisões esperando ficar sózinhos
cada corpo e o seu vazio
deambulantes, sem saber o que fazer das palavras
o que fazer dos espaços demasiado ocupados
nas horas em que todos os lugares estão tão preenchidos
por tudo o que ainda falta fazer
e a inércia é uma rocha negra onde adormeço de olhos abertos
onde me colhe a madrugada dos corvos infectos
que me devoram a voz, que me arrancam o último olhar.

mas a tua pele cheira a lavanda
os teus dedos perseguem as sombras no meu rosto

e, num relance, sonho que sorrimos.


7 comentários:

isabel victor disse...

"desligam-se os pulsos dos anseios, entrecruzam-se as artérias do silêncio

e vagueamos pelas divisões esperando ficar sózinhos
cada corpo e o seu vazio (...)"

__________________


Desenho
Palavras

dança
rodopiante
num chão de aromas e brilhos

em sintonia
em harmonia ...
________
adorei
b*** **

Scarlata disse...

Lindo, lindo. ;)

Anónimo disse...

acho este especialmente belo! Belíssimo!
bjs
marisa

hfm disse...

da simbiose entre palavras e traços.

Mar Arável disse...

um belo concerto de pétalas

Natália Nunes disse...

suas imagens arrrancam-me uns impactos súbitos de introspecção...



o dono desse ombro me evoca aquela presença tão fundamental, feito âncora, em dias de tempestades.



para mim, falar de corpo é falar de alma também, não acredito que haja uma (cruel) dicotomia entre ambos, como nossa cultura prega.
mas, confesso: tenho medo da alma pura, talvez por isso escolha falar dela filtrando-a com o corpo.

bjos!

saudosista do futuro disse...

e da palavra e imagem
retenho os cheiros acesos.


(...)



desfragmento os sentidos
para te perceber melhor.


beijo

**

Arquivo do blogue

 
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.