13.5.07



(fotocópia, tinta permanente sobre papel, anos 80)

de bordo

(diários gráficos do tempo em que não havia computadores,
blogs ou máquinas digitais
e os livros de arquitectura eram raros nas livrarias,
caros e demoravam muito tempo a chegar)

9 comentários:

Luis disse...

Bom dia.

hfm disse...

belíssimo!

manhã disse...

é verdade, hoje os arquitectos já não fazem rabiscos no papel, projectam tudo em computador!

laura disse...

se soubesses a quantidade de diários que eu guardo... e ainda hoje os faço!

blue disse...

manhã:

os Arquitectos desenham, não há computador que substitua esse lado do processo. este, porém, é cada vez menos visível, pois as novas tecnologias dotaram as apresentações de novas linguagens, de novas abordagens.

da fotocópia a preto branco dos livros da biblioteca ou dos amigos, passou-se para a recolha de imagens da net, impressas a cores, por exemplo. e, quem sabe, os blogs são os novos diários gráficos...

(é muito engraçado o exemplo da Arquitectura Moderna, que conhecíamos a preto e branco. quando visitada, tinha vermelho, azul, dourado, amarelo, etc.!)

Anónimo disse...

mangifico diário...de uma beleza que se torna impossível não levar...
:))))))))))))))
beijo.




boa noite B.



(piano)

Ana disse...

os teus diários são maravilhosos.
boa tarde Cláudia.

Scarlata disse...

Eu adoro este genero de coisas, sao as coisas que eu chamo reliquias. O meu cunhado que é pintor tem montes de cadernos desses, cheios de esboços, projectos apontamentos, o que lhes queiramos chamar. Uma maravilha, autenticas reliquias. Parabéns blue os teus desenhos sao LINDOS!

isabel victor disse...

Que beleza ...

Uma linguagem que me encanta
Uma especie de "povoamento"

Uma deriva na ponta do lápis
Uma escrita dos sentidos
Uma reflexão ...

Arquivo do blogue

 
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.