13.7.07

para M.

sentei-te no meu colo onde te aninhaste, outra vez pequenina.

sombras na arcaria em contraponto dão-nos cascatas de harmonias
caídas como a luz perdida dos petardos de ano novo e nós escutamos

caules ávidos
os olhos translúcidos como taças
corolas de fragor antigo nas paredes, flores de talha
voluptuosas e sombrias sobre o vidrado da geometria moçárabe
assinalando altares, o verso da porta de pedra imaculada
indicando o poente

e eu abracei-te no meu colo, outra vez pequenina
e foi lá que nos embalei por tonalidades misteriosas
cantos masculinos sobre um perdido deus menino
como quem se embala num navio assolado por vagas obscuras

e imensas

as tuas mãos mergulhadas nas minhas,
feitas ouro, incenso e mirra
em dia de música, em dia de reis
onde a esperança é o lugar deste abraço tão apertado
a nossa pequena e luminosa história.

hoje não tocaram alaúde, violeta ou sanfona
a pedra era pedra sob a cerâmica
ou sob o oiro vegetal da talha
e o arcabouço da velha sé albergou vozes como cordas
olhares como caixas de som
ecos doutros tempos adormecidos.


(esferográfica sobre papel, sem data)

12 comentários:

blue disse...

"a esperança é o lugar deste abraço tão apertado"

voto registado aqui . renovado hoje, dia treze de julho de 2007, dia de sorte.

Luis disse...

Parabéns Blue, beijinhos para M. (e um abraço para o PM)

Scarlata disse...

Oh blue isto é lindo... devias por no inicio do blog - perigo de emoçao.

António disse...

Precioso.

Gi disse...

Que "colo" bom que aqui deixas. Que terno este olhar ... eu acho que consegui ouvir

o aláude ...
e a violeta ...
e a sanfona ...

que renoves os votos muitas e muitas vezes opuvindo o som da música sempre. Inda que distante.

Um beijo. En tons de azul

Mateso disse...

A renovação de uma história,na casa de luz e pedra de altares sob o vidrado moçárabe.
Ad eternum... Belo.
Bj.

Anónimo disse...

subscrevo absolutamente a Scarlata!!!!!!!!!!!!!!!


___________________

beijo Blue.



(levei...para memórias futuras)


________________piano.

CNS disse...

Traços ternos. Doces. Palavras marcados.

Letras de Babel disse...

coisas certas nos sítios certos feitos poesia



bjs

__________.

maria disse...

é tudo bonito neste post

RB disse...

Pena que não tenham tocado alaúde, violeta ou sanfona.

Cometa 2000 disse...

quase me considero atrevido por comentar...

gostei muito.

como quando algo muito importante acontece num momento simples. sem espectáculo! e a desolação se esfuma para dar lugar a muita luz.

Arquivo do blogue

 
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.