13.2.07


(c) josé paulo andrade, 2007

revisão em 20 de fevereiro (a pedido do JPT):

este é um dos locais mais espantosos da cidade do Porto e, apesar da excelente fotografia, seria impossível mostrá-lo de uma só vista, tal como ele é.
trata-se de uma praça logo abaixo da Sé, onde os Jesuítas construíram uma igreja, conhecida como a dos Grilos, de orientação no terreno propositadamente desigual å da que representava o poder do papa.
tem uma fachada de granito imensa, perpendicular ao plano de pedra da encosta, uma demonstração de poder ampliada pela pequena escala das demais construções que compõem os restantes lados da praça.
a esta acede-se pela escadaria incrustada na rocha, saindo-se, em direcção
à Ribeira, pela Rua de Sant'Ana, a do arco do romance de Almeida Garret, se bem me lembro.
tenho, por esta praça, um particular afecto, já que foi num projecto que desenvolvi para aqui, durante o meu primeiro ano do curso de Arquitectura nas Belas-Artes, que aprendi a olhar.
nessa época, este local estava muito degradado e pejado de crianças descalças e famintas que pareciam saídas de um filme do Manoel Oliveira, sempre fascinadas com os estudantes de cadernos de papel cavalinho e as suas caixas de lápis caran d'ache.
as casas, húmidas e esconsas, albergavam famílias imensas, as ruas próximas prostitutas e os seus homens, mas também pescadores, balconistas, pedreiros...
era um lugar tranquilo, onde nunca fui assaltada ou ameaçada (a droga ainda não tomara conta destes espaços) onde passei muitas horas a desenhar
e a aprender a olhar.

1 comentário:

JPT disse...

bela pintura! aguarela? oleo? acrilico? convinha identificar os materiais, sff

Arquivo do blogue

 
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.