1.11.08


(ecoline sobre papel, 1985)



hesito

aguardo que os dedos se movam pelo gume das palavras
que a escrita não se resguarde nos vazios da casa
a soleira da porta onde se deita o cão
o contraluz do envidraçado na saleta junto à cozinha
a cadeira de convés numa tarde longínqua
o arco do silêncio
um lugar nunca fugaz
nocturno.

3 comentários:

AnaMar disse...

Aguardo: mais traços e palavras desenhadas.

hfm disse...

simbiose perfeita e este desenho é daqueles que tocam!

Filomena Barata disse...

olá, olá, o desenho foi-me oferecido há muitos anos pela Marta Wengrowius. Ainda bem que pergunta, devia acrescentar.

Belos os seus.

Arquivo do blogue

 
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.