6.11.06

o futuro tornou-se curto como uma lufada de pássaros
revivida em cada ano como a única estação.

os lugares foram devastados pelas imagens
e a tua boca

os teus beijos
são o único passo para o burgo almejado,
devorado pela mais tranquila serenidade,
onde se desdobram os risos de todos os filhos,

as sombras deste voo arriscado
da nossa alma contra o tempo,

do nosso desejo
contra a morte.

2 comentários:

laura disse...

sabem bem estas palavras, depois de um dia de tanto trabalho, estudo e stress.
o teu blog e o da rosi são para mim uma espécie de sobremesa nestes dias tão violentos...

blue disse...

é bom ter este espaço de "trabalho" tão distante dos outros espaços - esta distância permite-me diferenciar a visão dos problemas e o vosso feedback é uma provocação! bj.

Arquivo do blogue

 
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 2.5 Portugal License.